Bateria motas clássicas

Espaço para a colocação de dúvidas, partilha de problemas e outros temas - mas de carácter técnico - sobre as nossas motos BMW.

Moderadores: JoseMorgado, pedropcoelho, Rui Viana, MHQC, amandio

Avatar do Utilizador
Antopereira
Membro Júnior
Mensagens: 214
Registado: 21 dez 2016 15:00
Contacto:

Re: Bateria motas clássicas

Mensagem por Antopereira » 23 out 2017 22:41

JoseMorgado Escreveu:Os Meus Amigos exageram Muito!

Qualquer dia fico envergonhado.....
Ahahahahahah... já não tens idade para isso! :mrgreen:
Agora falando mais sério. É exactamente como o Zé disse. As BLITZ. Posso dizer que ficam a sensivelmente 100 euros, e eu vou por uma na minha R60/7. O Pedro Pereira é o dealer indicado.
E já agora, a BOXER GOURMET já era. Agora passou a ser BOXER CLASSIC.
Zé Morgado até que enfim que existe algo que não sabias. :D :D :D
António Costa Pereira
Sócio 636

BMW R1100RT
BMW R60/7
BMW K1100RS
BMW R1200ST
ROYAL ENFIELD 500
YAMAHA GTS 1000

luiz silva
Membro Experiente
Mensagens: 1448
Registado: 22 abr 2014 19:10
Contacto:

Re: Bateria motas clássicas

Mensagem por luiz silva » 24 out 2017 10:30

Rui,

percebo mal ou a especificação original da bateria tua mota é de 30 Ah??..é muito!!

Coloque duas da nossa GS em paralelo e ainda vai faltar!!

Abçs
Luiz

Avatar do Utilizador
JoseMorgado
Direcção BMW McP
Mensagens: 4914
Registado: 23 jan 2008 21:41
Localização: Lisboa
Contacto:

Re: Bateria motas clássicas

Mensagem por JoseMorgado » 24 out 2017 15:55

Numa bateria, ter mais capacidade para fornecer corrente eléctrica, não é mal nenhum, antes pelo contrário, até é melhor.

É tudo uma questão de tamanho, peso e capacidade de carga.

Se nos manuais, a R75/5 tem a indicação para utilizar baterias de 19Ah, nada mais do que isso necessitará.

Actualmente as marcas de baterias, por desenvolvimento das técnicas de construção, e dos materiais, conseguem, para uma mesma referência, e portanto, para um mesmo tamanho, capacidades de fornecimento de corrente eléctrica maiores do que as que existiam na altura em que as clássicas eram "novas".

É portanto normal que, para uma referência antiga, as baterias de agora tenham maior capacidade de debitar corrente.

No meio de todas estas considerações, há um factor que é novo para as clássicas.

Quando elas foram pensadas, e construídas, não era obrigatório o uso da luz de médios em permanência.

Ela só era necessária ser usada, quando o Sol se escondia, e começava a ficar de noite.

Assim, todos os cálculos das necessidades eléctricas tinham por base uma utilização diurna, sem luzes ligadas, em que o consumo dos faróis só era considerado como ocasional.

É por isso que muitas motas antigas têm actualmente "problemas" de bateria, que mais não são que a dificuldade que os dínamos ou alternadores originais têm, em produzir a energia suficiente para o consumo normal da mota, mais o consumo dos faróis em permanência.

Os geradores de corrente, para além de pesados, também "pesam" nos motores, pois vão lá buscar a energia mecânica, que por eles é transformada em energia eléctrica.

Assim, quanto mais potentes, mais "pesam".

Uma curiosidade.

As R90S, desportivas, apesar da mesma cilindrada, têm algumas/muitas diferenças em relação às R90/6, estradistas, contemporâneas no catalogo da BMW da época.

Uma delas é a potência do alternador, 130 w para a R90S e 180 w para a R90/6, para que o primeiro "pese" menos no motor, e assim exista mais potência disponível na roda traseira, privilegiando dessa forma as performances.

Os construtores das motas, sempre fizeram cálculos para só utilizarem geradores com as potências adequadas aos consumos eléctricos necessários, e nada mais.

Quando, ocasionalmente, o consumo eléctrico excedia a capacidade de produção do gerador, essa energia em falta era fornecida, também ocasionalmente, pela bateria.

Como agora, com os faróis sempre ligados, o consumo anda sempre próximo do máximo, as baterias andam sempre em "esforço", a fornecer a energia que falta.

Nas BMW's, onde tudo era muito sobredimensionado, este problema não é muito evidente.

Nas motas inglesas antigas, é uma situação que cria muitos problemas.

Assim, ter baterias com maior capacidade de armazenar energia, para a fornecer, quando ela é necessária, não tem mal nenhum.

É tudo uma questão de espaço, peso e custos.
José Morgado
Sócio 237

R65 78
R100R 92
R1100RS 94
R1200RT 07
R90S 74
Imagem

Avatar do Utilizador
JoseMorgado
Direcção BMW McP
Mensagens: 4914
Registado: 23 jan 2008 21:41
Localização: Lisboa
Contacto:

Re: Bateria motas clássicas

Mensagem por JoseMorgado » 24 out 2017 16:03

Antopereira Escreveu: E já agora, a BOXER GOURMET já era. Agora passou a ser BOXER CLASSIC.
Zé Morgado até que enfim que existe algo que não sabias. :D :D :D
Sempre a aprender!!

O Pedro tem de fazer uma "festa" de inauguração do Novo Nome!!
José Morgado
Sócio 237

R65 78
R100R 92
R1100RS 94
R1200RT 07
R90S 74
Imagem

Avatar do Utilizador
JoseMorgado
Direcção BMW McP
Mensagens: 4914
Registado: 23 jan 2008 21:41
Localização: Lisboa
Contacto:

Re: Bateria motas clássicas

Mensagem por JoseMorgado » 24 out 2017 16:07

luiz silva Escreveu:Rui,

percebo mal ou a especificação original da bateria tua mota é de 30 Ah??..é muito!!

Coloque duas da nossa GS em paralelo e ainda vai faltar!!

Abçs
Luiz
30 Ah é muita "corrente"!

Como o Rui diz, o indicado pela marca são 19 Ah.....

Ele está muito sobredimensionado....
José Morgado
Sócio 237

R65 78
R100R 92
R1100RS 94
R1200RT 07
R90S 74
Imagem

Avatar do Utilizador
abbocath
Membro Sénior
Mensagens: 788
Registado: 26 jun 2007 12:03
Localização: Entroncamento
Contacto:

Re: Bateria motas clássicas

Mensagem por abbocath » 27 out 2017 09:19

Antopereira Escreveu:
JoseMorgado Escreveu:Os Meus Amigos exageram Muito!

Qualquer dia fico envergonhado.....
Ahahahahahah... já não tens idade para isso! :mrgreen:
Agora falando mais sério. É exactamente como o Zé disse. As BLITZ. Posso dizer que ficam a sensivelmente 100 euros, e eu vou por uma na minha R60/7. O Pedro Pereira é o dealer indicado.
E já agora, a BOXER GOURMET já era. Agora passou a ser BOXER CLASSIC.
Zé Morgado até que enfim que existe algo que não sabias. :D :D :D
António mas a bateria que vai por na /7 é de ácido/chumbo ou gel?

Qual vai ser a opção?
Rui Peixoto
R 75/5 1971
K 100 RS 1987
R 1150 GS 2002

Avatar do Utilizador
abbocath
Membro Sénior
Mensagens: 788
Registado: 26 jun 2007 12:03
Localização: Entroncamento
Contacto:

Re: Bateria motas clássicas

Mensagem por abbocath » 27 out 2017 09:21

JoseMorgado Escreveu:Numa bateria, ter mais capacidade para fornecer corrente eléctrica, não é mal nenhum, antes pelo contrário, até é melhor.

É tudo uma questão de tamanho, peso e capacidade de carga.

Se nos manuais, a R75/5 tem a indicação para utilizar baterias de 19Ah, nada mais do que isso necessitará.

Actualmente as marcas de baterias, por desenvolvimento das técnicas de construção, e dos materiais, conseguem, para uma mesma referência, e portanto, para um mesmo tamanho, capacidades de fornecimento de corrente eléctrica maiores do que as que existiam na altura em que as clássicas eram "novas".

É portanto normal que, para uma referência antiga, as baterias de agora tenham maior capacidade de debitar corrente.

No meio de todas estas considerações, há um factor que é novo para as clássicas.

Quando elas foram pensadas, e construídas, não era obrigatório o uso da luz de médios em permanência.

Ela só era necessária ser usada, quando o Sol se escondia, e começava a ficar de noite.

Assim, todos os cálculos das necessidades eléctricas tinham por base uma utilização diurna, sem luzes ligadas, em que o consumo dos faróis só era considerado como ocasional.

É por isso que muitas motas antigas têm actualmente "problemas" de bateria, que mais não são que a dificuldade que os dínamos ou alternadores originais têm, em produzir a energia suficiente para o consumo normal da mota, mais o consumo dos faróis em permanência.

Os geradores de corrente, para além de pesados, também "pesam" nos motores, pois vão lá buscar a energia mecânica, que por eles é transformada em energia eléctrica.

Assim, quanto mais potentes, mais "pesam".

Uma curiosidade.

As R90S, desportivas, apesar da mesma cilindrada, têm algumas/muitas diferenças em relação às R90/6, estradistas, contemporâneas no catalogo da BMW da época.

Uma delas é a potência do alternador, 130 w para a R90S e 180 w para a R90/6, para que o primeiro "pese" menos no motor, e assim exista mais potência disponível na roda traseira, privilegiando dessa forma as performances.

Os construtores das motas, sempre fizeram cálculos para só utilizarem geradores com as potências adequadas aos consumos eléctricos necessários, e nada mais.

Quando, ocasionalmente, o consumo eléctrico excedia a capacidade de produção do gerador, essa energia em falta era fornecida, também ocasionalmente, pela bateria.

Como agora, com os faróis sempre ligados, o consumo anda sempre próximo do máximo, as baterias andam sempre em "esforço", a fornecer a energia que falta.

Nas BMW's, onde tudo era muito sobredimensionado, este problema não é muito evidente.

Nas motas inglesas antigas, é uma situação que cria muitos problemas.

Assim, ter baterias com maior capacidade de armazenar energia, para a fornecer, quando ela é necessária, não tem mal nenhum.

É tudo uma questão de espaço, peso e custos.
Ora nem mais, agora por força da lei há um maior consumo de energia nestas old bikes!
Rui Peixoto
R 75/5 1971
K 100 RS 1987
R 1150 GS 2002

Avatar do Utilizador
abbocath
Membro Sénior
Mensagens: 788
Registado: 26 jun 2007 12:03
Localização: Entroncamento
Contacto:

Re: Bateria motas clássicas

Mensagem por abbocath » 27 out 2017 09:28

luiz silva Escreveu:Rui,

percebo mal ou a especificação original da bateria tua mota é de 30 Ah??..é muito!!

Coloque duas da nossa GS em paralelo e ainda vai faltar!!

Abçs
Luiz
Luiz, quando vejo fichas técnicas, como por exemplo,https://www.louis.eu/rund-ums-motorrad/ ... ew=article, elas aconselham sempre as de 19Ah.

Mas depois quando aqui se falou das BLITZ, que eu desconhecia, pesquisei por esta marca de baterias e quando chego às baterias para esta mota ela dá-me a de 30Ah tradicional ou então uma de 24Ah em gel.

Aqui estão os links:

Gel: http://classicdepartment.com/tienda/ind ... &id_lang=1

Ácido/chumbo: http://classicdepartment.com/tienda/ind ... &id_lang=1

São estas José Morgado de que falas? Não me parecem em mau preço, vêm de Espanha por €9.8 e assim vinham cá para casa directamente.

Boas curvas
Rui Peixoto
R 75/5 1971
K 100 RS 1987
R 1150 GS 2002

luiz silva
Membro Experiente
Mensagens: 1448
Registado: 22 abr 2014 19:10
Contacto:

Re: Bateria motas clássicas

Mensagem por luiz silva » 27 out 2017 15:55

Rui,

também não conhecia esta marca.

Parecem ser dimensionadas o suficiente para as novas demandas legais no que se refere a iluminação e outras coisitas que penduramos nas motas.

Mas a de ácido, 30A parece ser muito grande, tamanho da caixa...17x18x12,5 cms, cabe no espaço?

A de gel 18x18x8 cms...parece ser mais segura.

O preço parece ser interessante também.

Abçs
Luiz

Avatar do Utilizador
JoseMorgado
Direcção BMW McP
Mensagens: 4914
Registado: 23 jan 2008 21:41
Localização: Lisboa
Contacto:

Re: Bateria motas clássicas

Mensagem por JoseMorgado » 31 out 2017 14:12

abbocath Escreveu:
luiz silva Escreveu:Rui,

percebo mal ou a especificação original da bateria tua mota é de 30 Ah??..é muito!!

Coloque duas da nossa GS em paralelo e ainda vai faltar!!

Abçs
Luiz
Luiz, quando vejo fichas técnicas, como por exemplo,https://www.louis.eu/rund-ums-motorrad/ ... ew=article, elas aconselham sempre as de 19Ah.

Mas depois quando aqui se falou das BLITZ, que eu desconhecia, pesquisei por esta marca de baterias e quando chego às baterias para esta mota ela dá-me a de 30Ah tradicional ou então uma de 24Ah em gel.

Aqui estão os links:

Gel: http://classicdepartment.com/tienda/ind ... &id_lang=1

Ácido/chumbo: http://classicdepartment.com/tienda/ind ... &id_lang=1

São estas José Morgado de que falas? Não me parecem em mau preço, vêm de Espanha por €9.8 e assim vinham cá para casa directamente.

Boas curvas
São essas mesmo!!

Ainda não comprei nenhuma pois, felizmente, ainda não precisei...

Como a técnica evoluiu, para um mesmo volume, a capacidade de armazenamento e fornecimento de energia eléctrica aumentou, por isso, as maiores capacidades de Ah's.

A opção pode ser comprar baterias mais pequenas, mais leves e mais baratas, que também têm a vantagem de, ao serem retiradas do seu local de montagem, exigem menos manobras e desmontagens de peças adjacentes.
José Morgado
Sócio 237

R65 78
R100R 92
R1100RS 94
R1200RT 07
R90S 74
Imagem

Responder

Quem está ligado:

Utilizadores neste fórum: Google [Bot] e 3 visitantes