Porque é que gostamos tanto de fazer isto?

Espaço para marcar passeios, falar de passeios, marcar mais passeios e marcar ainda mais passeios. Espaço para passear. Espaço para colocar tudo o que nos afaste deste fórum e nos leve por mais e mais km's de satisfação ao comando das nossas motos BMW.

Moderadores: JoseMorgado, pedropcoelho, Rui Viana, MHQC, amandio

Responder
Avatar do Utilizador
F.Esperanca
Membro Regular
Mensagens: 329
Registado: 07 mai 2012 23:25
Contacto:

Porque é que gostamos tanto de fazer isto?

Mensagem por F.Esperanca » 09 jun 2018 12:20

Porque é que fazemos isto? E porque é que caímos, e magoamo-nos, e continuamos a gostar tanto fazer isto?

Perguntas para as quais procuro uma resposta, e ainda não encontrei.

Desde que me lembro de ser gente, que gosto de triciclos de dar ao pedal. E mais tarde, de bicicletas. E depois disso, de motas. A vida seguiu a sua evolução natural, tal como acontece ao gatinhar, levantar, andar… e só então correr.

Imagem

Mas porque é que gostamos tanto disto? Porque é que nos faz sentir tão vivos, e tão espevitados?

A primeira mota que conduzi foi uma MACAL M70, em Fermentelos. Já era “grande”, e contudo, nunca me tinha atrevido a enfrentar o medo e deixar que um motor de duas rodas tomasse conta de mim. A introdução foi feita através de uma PUCH, aquelas bicicletas com motor a gasolina – e, à semelhança de qualquer aldeia do interior, não era preciso capacete nem nada! Depois de perder o medo inicial e “dominar a coisa”, recordo-me de levar um sorriso no rosto ao sentir o vento a bater.

Há quase 7 anos atrás, lá tirei a carta de mota, e tive a felicidade de conseguir comprar uma mota espantosa e capaz de tudo: a “velhinha” F 650 GS. A vida lá foi andando, com alguns dissabores ignoráveis pelo meio. Sabemos que só há dois tipos de motociclistas: os que já caíram, e os que vão cair – e naturalmente, eu não era excepção! Quase 60.000 kms depois, a velha “Gigi” lá foi ao chão, quase 3 vezes seguidas em pouco mais de 6 meses. Umas vezes por distração, outras por presença de areia na estrada… a verdade é que aconteceu, resultado numas carenagens partidas, um joelho esfolado e umas nódoas negras.

Mas tal como mandam as regras… levanta-se a mota e seguimos em frente, pois só o sentir a liberdade de um motociclo faz tudo valer a pena.

Imagem

Anos depois, cumpro um sonho que jurei a mim mesmo que iria acontecer, quanto tivesse possibilidade: comprei uma BMW com motor boxer, fazendo justiça ao que a própria marca afirmava da velhinha F 650 GS – ser um modelo de entrada e de introdução, que faria qualquer pessoa ficar apaixonado pelo conforto, estabilidade e polivalência de uma GS.

Se tive coragem de me desfazer da minha mota de coração? Jamais. Ei-la, ao lado da irmã mais nova, no auge dos seus quase 18 anos de funcionamento e sempre impecável!

Imagem

E se depois disto tudo, continuo à procura de uma resposta para o “porquê de gostarmos tanto disto”… talvez a resposta esteja mais perto do que aquilo que imaginamos: as nossas motas guardam histórias para contar, nós aprendemos com elas e trazemo-las na memória para todo o sempre. No fundo, andar de mota é como a vida: uma aprendizagem, onde o que é bom não é chegar ao fim… mas sim gozar a viagem.

Boas curvas!
Filipe Esperança
Sócio 579
BMW F 650 GS (2000)
BMW R 12000 GS (2013)

luiz silva
Membro Experiente
Mensagens: 1448
Registado: 22 abr 2014 19:10
Contacto:

Re: Porque é que gostamos tanto de fazer isto?

Mensagem por luiz silva » 09 jun 2018 12:57

Filipe,

que ótima historia que contaste nesta crônica pessoal!!

Me pôs a refletir sobre o mesmo tema...e a conclusão também foi que muito do que aprendi sobre a vida e bons amigos que tenho tem a ver com duas rodas.

Muito bom gosto também na nova companhia para a G...show!!

Bons passeios, abçs!!
Luiz

Avatar do Utilizador
amandio
Membro Veterano
Mensagens: 6271
Registado: 21 abr 2008 12:05
Localização: Oslo, Norway
Contacto:

Re: Porque é que gostamos tanto de fazer isto?

Mensagem por amandio » 11 jun 2018 09:56

Ora viva Filipe! :D
Já à algum tempo que não aparecias por aqui! E que boa novidade nos trazes! :mrgreen:
Tiveste de fazer algumas arrumações na garagem para encaixar lá a nova 1200GS :lol: :lol: :lol:

Quanto ao teu percurso, com quedas e tudo, faz parte da aprendizagem e experiência. Ninguém nasce ensinado, ninguém é capaz de dominar todas as situações.
E são sempre bem apreciados por aqui os teus sinceros desabafos.

E sim, gostamos de andar de mota apesar de ficarmos na estrada pelos mais variados motivos, alguns dos quais envolvem também deixar a pele no asfalto. :mrgreen:
Amândio de Aveiro
(da Madeira, que já esteve em Oeiras e agora em Oslo)
R1150 GS [2002-2013]

Avatar do Utilizador
F.Esperanca
Membro Regular
Mensagens: 329
Registado: 07 mai 2012 23:25
Contacto:

Re: Porque é que gostamos tanto de fazer isto?

Mensagem por F.Esperanca » 12 jun 2018 07:25

Obrigado, amigo Amândio!

Sim, fazia algum tempo que não dava cá um salto. A vida tem sido mais atribulada e não havido tanto tempo para o computador :roll:
Filipe Esperança
Sócio 579
BMW F 650 GS (2000)
BMW R 12000 GS (2013)

Avatar do Utilizador
JoseMorgado
Direcção BMW McP
Mensagens: 4914
Registado: 23 jan 2008 21:41
Localização: Lisboa
Contacto:

Re: Porque é que gostamos tanto de fazer isto?

Mensagem por JoseMorgado » 12 jun 2018 09:00

Filipe!

Que grande lição de Vida!

Realmente, quem não gosta de Motas e quem nunca andou de Mota, nunca vai entender, "Porque é que gostamos tanto de fazer isto?"

Agora, com a Nova Montada, os km's ainda vão ser Muitos Mais!

Felicidades para Ela!

Vai-nos dando notícias das Tuas "Aventuras"!!
José Morgado
Sócio 237

R65 78
R100R 92
R1100RS 94
R1200RT 07
R90S 74
Imagem

Avatar do Utilizador
abbocath
Membro Sénior
Mensagens: 788
Registado: 26 jun 2007 12:03
Localização: Entroncamento
Contacto:

Re: Porque é que gostamos tanto de fazer isto?

Mensagem por abbocath » 13 jun 2018 20:07

"Porque é que gostamos tanto de fazer isto?"

Filipe há coisas que não se aprendem nem se justificam! Não têm resposta não é? Nós podemos dar algumas desculpas ou tentar encontrar as respostas mas porquê e para quê?

Há 2 ou 3 meses trás vim na mota para o trabalho. Entretanto o tempo mudou e eu ia apanhar banho. Mas continuava impávido e sereno ao lado da minha colega e ela perguntou-me porque é que eu tinha ido de mota. Eu respondi que tinha saudades de sentir o ar na cara e por isso fui naquele dia mesmo correndo o risco que podia chegar molhado a casa.

A minha colega não anda de mota, mas disse-me uma das melhores respostas que ouvi até hoje. Ela fez esta mesma pergunta a um amigo dela, motociclista como nós ao que ele respondeu: "andar de mota é sentir um misto de emoções, cheiros, odores, sensações que jamais sentimos a andar a pé, de carro ou de outra forma!"

Eu fiquei a sorrir, compreendi o que ele quis dizer e quando fui para casa no final do turno, parou de chover! :P

Porque é que gostamos tanto de fazer isto? Vou continuar a fazer kms na mota e ver ser se há alguma resposta! :lol:

Boas curvas!
Rui Peixoto
R 75/5 1971
K 100 RS 1987
R 1150 GS 2002

Avatar do Utilizador
amandio
Membro Veterano
Mensagens: 6271
Registado: 21 abr 2008 12:05
Localização: Oslo, Norway
Contacto:

Re: Porque é que gostamos tanto de fazer isto?

Mensagem por amandio » 18 jun 2018 07:51

Porquê?
Só quem anda de mota, ou mesmo de bicicleta, é que entende a liberdade e as emoções inerentes.
Mesmo apeado à 5 anos ( :shock: :shock: :shock: está a fazer agora 5 anos que vendi a minha zarolha :cry: ), o gosto de andar de mota está cá e por isso ando por aqui para inspirar os ares das reportagens dos restantes. :roll:
Amândio de Aveiro
(da Madeira, que já esteve em Oeiras e agora em Oslo)
R1150 GS [2002-2013]

Responder

Quem está ligado:

Utilizadores neste fórum: Majestic-12 [Bot] e 7 visitantes